90 dias para construir maior arranha-céu do mundo

A empresa chinesa Broad Sustainable Building (BSB), especializada em construir edifícios pré-fabricados, anunciou que erguerá o maior arranha-céu do mundo na China em apenas 3 meses.

O edifício ficará na cidade de Changsha, próxima ao rio Ziangjiang, e recebeu o nome de Sky City. Segundo os responsáveis pelo projeto, a intenção é que sejam feitos cinco andares por dia, que irão compor os 838 metros de altura e 220 andares da construção.

Para atingir a meta prevista, será usada uma tecnologia modular pré-fabricada desenvolvida pela Broad Sustainable Building, que torna a construção rápida e barata: US$ 1,5 mil por metro quadrado.

Além da rapidez e dos baixos custos, a BSB também diz valorizar o projeto do edifício, que será voltado para obter o máximo em eficiência energética, graças ao isolamento térmico, com janelas de vidro e diferentes técnicas para ar condicionado.

A empresa já tem um histórico favorável em relação às construções, como o hotel de 30 andares que levantaram em apenas 15 dias. Estima-se também que os engenheiros envolvidos no projeto trabalharam no Burj Khalifa, o atual maior prédio do mundo, que fica em Dubai e tem 829 metros de altura.

Fonte: Gizmodo

 

Gostou da matéria? Confira o livro O Processo de Projeto em Arquitetura, que traz textos de diversos pesquisadores renomados sobre temas como abordagem bioclimática, maquetes e modelos, conforto térmico e acessibilidade. A obra também discute os avanços tecnológicos e sua influência do processo de projeto, como no caso de projeto digital, displays interativos e fabricação digital.

Sobre os organizadores

Doris C. C. K. Kowaltowski: Doutora em Arquitetura pela Universidade da Califórnia em Berkeley (EUA), é Professora Titular da Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Daniel de Carvalho Moreira: Possui doutorado em Engenharia Civil pela Universidade Estadual de Campinas (2007). Atualmente é professor MS-3 RDIDP da Universidade Estadual de Campinas.

João R. D. Petreche: Doutor em Engenharia Naval e Oceânica (1996) pela Universidade de São Paulo. Atuou como docente da Escola Politécnica da USP em Regime de Dedicação Integral à Docência e a Pesquisa (RDIDP) junto ao Departamento de Engenharia de Construção Civil (PCC) desde 1996 e atualmente participa no PCC do Grupo de Tecnologia Computacional para Construção Civil (TEC).

Márcio M. Fabricio: Docente em Arquitetura, Urbanismo e Tecnologia pela Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo – EESC USP (2008) e Doutor em engenharia pela Escola Politécnica da USP (2002).

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *