Alterações climáticas influenciam na absorção de CO2 pelo oceano

O Oceano Antártico tem capacidade de absorver monóxido de carbono, eliminando aproximadamente 40% do CO2 emitido pela humanidade. Até agora, os pesquisadores não tinham certeza sobre quais mecanismos eram envolvidos nesse processo, devido ao afastamento e tamanho do Oceano Antártico, no entanto, a nova descoberta pode auxiliar muito no estudo do oceano e das alterações climáticas.

Uma equipe de cientistas, britânicos e australianos, descobriu que são as correntes que levam o carbono da superfície para as profundezas, e estas ocorrem em locais específicos, não uniformemente no Oceano. Uma combinação de ventos, correntes e redemoinhos criam condições para o carbono ser absorvido pelo oceano. No geral, o Oceano Antártico é um grande sumidouro de carbono líquido.

As emissões de CO2 interferem nas alterações climáticas, uma vez que contribuem diretamente para o efeito estufa e, portanto, para o aquecimento global; com essa novidade, o oceano se apresenta como uma forma muito eficiente de redução dos níveis de carbono na terra, Assim sendo, cuidados devem ser tomados para evitar a poluição das águas, para que essas continuem a cumprir seu papel.

Edição de Jeremy Laurence

Tudo a ver:

A obra Avaliação Ambiental de Processos Industriais, escrita por Luciano Miguel Moreira dos Santos, faz-se imprescindível para a avaliação dos impactos ambientais causados pelas indústrias, incluindo metodologia e indicadores, consubstanciados em um programa computacional que acompanha o livro, para auxiliar na identificação e gestão da poluição. Compre aqui.


Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *