Aluísio Canholi fala de desenterramento da nascente do Córrego Verde

A Prefeitura de São Paulo pretende, ainda nesta gestão, começar as obras de um parque linear na Vila Madalena, na zona oeste. O Parque Córrego Verde terá 65,4 mil metros quadrados e será construído com tecnologia para aumentar a absorção de água na região, que sofre com as constantes enchentes durante a temporada de chuvas. A primeira parte das obras deve começar nos próximos meses.

Agora, a única etapa burocrática que falta para o início das obras é a concessão da Licença Ambiental de Instalação (LAI), que deverá ser votada nas próximas sessões do Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Cades); o prazo previsto para término da obra é de 12 meses após seu início.

Nessa primeira fase, está previsto o desenterramento da nascente do Córrego Verde, queda d’água perto da Estação Vila Madalena de metrô, juntamente com a construção da Praça das Águas, que ficará sobre o reservatório. A ideia do parque é justamente resgatar o córrego canalizado de volta à superfície, que colaboraria para a diminuição das enchentes, que são recorrentes na área. No entanto, o problema das enchentes poderá ser resolvido somente com uma obra de aumento das galerias pluviais, e segundo a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, a criação do parque só será possível após a execução do reservatório. Para a Secretaria, o futuro parque linear deve acompanhar o leito do rio e ajudar na drenagem das águas pluviais, contenção de enchentes, além de favorecer a circulação de pedestres e ciclistas, fortalecendo assim a expressão cultural, de recreação e lazer.

Fonte: O Estado de São Paulo

O Dr. Aluísio Canholi, autor da obra Drenagem Urbana e Controle de Enchentes e engenheiro responsável pela introdução dos reservatórios de detenção urbanos e pelo Plano Diretor de Macrodrenagem da Bacia do Alto Tietê, nos concedeu uma entrevista em que fala sobre a obra:

Comunitexto: Boa tarde, Dr. Canholi. Gostaríamos de saber se o senhor tem algum envolvimento com a obra destacada na matéria publicada pelo jornal Estado de São Paulo sobre o Córrego Verde.

Aluísio Canholi: Bom, eu não estou envolvido com o projeto executivo, mas com todos os estudos da área sim. Minha empresa, Hidrostudio, fez o plano diretor de controle de enchente da bacia do Córrego Verde. Acho importante destacar que a obra principal será o reservatório, e não somente o parque linear que irão construir.

CT: O senhor acredita que essa obra poderá de fato evitar enchentes na região?

A.C: Até a altura da Rua Pinheiros irá ajudar bastante a região, especialmente por conta do reservatório.

CT: O seu livro Drenagem Urbana e Controle de Enchentes pode contribuir para obras como essa?

A.C: Uma obra como essa é justamente o carro chefe do livro, porque nele tem todos os métodos e informações de que eles precisarão para dar continuidade e fazer um trabalho bem feito. O controle das enchentes naquela região é um fator que realmente precisa de atenção.

CT: Qual a sua opinião sobre a transformação do local da nascente do Córrego Verde em um parque? Acha que essa é uma boa ideia?

A.C: Do ponto de vista de conservação da água, da área e do referencial hidrográfico da região eu acredito que seja uma boa decisão, gerando inclusive uma nova visão sobre o lugar., Afinal de contas, os principais córregos de São Paulo correm debaixo de avenidas. Mas, é importante ressaltar que a construção de um parque não tem relação nenhuma com o controle de enchentes, porque o que ajudará no controle de enchentes é o reservatório e a abertura da nascente do Córrego Verde.

Tudo a ver:
O livro Drenagem Urbana e Controle de Enchentes apresenta novos conceitos de projeto para dimensionar obras hidráulicas e propõe medidas estruturais não convencionais para a drenagem de grandes cidades. A leitura é imprescindível para qualquer profissional da área, que poderá encontrar grandes soluções por meio dessa leitura.

Sem comentários por enquanto

Trackbacks/Pingbacks

  1. Levantamento inicial de dados sobre o Parque Linear do Córrego Verde | Cades-PI - […] http://www.comunitexto.com.br/aluisio-canholi-fala-de-desenterramento-da-nascente-do-corrego-verde/#… […]

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *