Ameaças aos rios intermitentes

Professor José Galizia Tundisi envia carta a cientistas e instituições sobre as consequências da nova irracional resolução do Código Florestal. Confira abaixo na íntegra.

Ameaças aos rios intermitentes

A comissão do Congresso Nacional que analisa o Código Florestal cometeu mais um erro irreparável: a remoção das florestas ripárias (matar galerias) dos rios intermitentes do Brasil será permitida! O Brasil tem muitos rios intermitentes. A presença de florestas em suas margens é fundamental para a manutenção do ciclo hidrológico e da reposição de água. Remover a floresta ripária dos rios intermitentes é de uma total e completa insanidade. Rios intermitentes não só repõem água em determinados períodos no semi-árido. Boa parte da fauna aquática do Nordeste esta nestas áreas secas, resistindo com mecanismos especiais para desenvolver-se logo após as primeiras chuvas e a recomposição dos rios.

É preciso que os deputados desta Comissão do Congresso sejam alertados dos danos ao ciclo da água causados pela remoção das florestas. Sem estas, o ciclo se empobrece e faltará água nos rios intermitentes.

Água é essencial para a produção de alimentos. E as florestas são parte importante do ciclo da água. Sem ela o ciclo se empobrece e a água disponível diminui. A produção agrícola pode ficar comprometida. Onde vamos parar? Os deputados federais e, especialmente esta comissão que analisa o Código Florestal, precisam fazer um curso urgente sobre HIDROLOGIA, BIODIVERSIDADE, PRODUÇÃO DE ALIMENTOS, E SUSTENTABILIDADE. Será que adiantaria?

 

Com a palavra os membros mais esclarecidos do Congresso Nacional.

São Carlos, 9 de agosto de 2012

Prof. José Galizia Tundisi
Instituto Internacional de Ecologia – São Carlos – SP

José Galizia Tundisi é autor pela Oficina de Textos dos livros Limnologia e Recursos Hídricos no Século XXI.

Sem comentários por enquanto

Trackbacks/Pingbacks

  1. A água e a mata, de uma vez - Eco Balaio - [...] O professor José Galizia Tundisi, do Instituto Internacional de Ecologia de São Carlos, chamou de “total e completa [...]
  2. 20 de agosto - Imagens do dia - [...] O professor José Galizia Tundisi, do Instituto Internacional de Ecologia de São Carlos, chamou de “total e completa insanidade”. Leia…

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *