Aplicativo exibe informações sobre transporte público

Três especialistas em tecnologia, inovação e engenharia de transporte público de Israel desenvolveram um aplicativo, de nome Moovit, que utiliza um sistema GPS para informar os horários e trajetos do transporte público de diversas cidades aos usuários e reduzir o tempo de locomoção de um ponto da cidade a outro.

De acordo com o IBGE, 13% da população do Sudeste leva mais de duas horas para ir de casa para o trabalho, e vice-versa, e 19% das pessoas gastam mais de quatro horas por dia por causa do trânsito.

Disponível para iOS (clique aqui para baixar) e Android (clique aqui para baixar)o Moovit já alcançou quase 300 mil downloads em cidades dos EUA, Canadá e América Latina, e somente agora chegou ao Brasil. O sistema funciona por meio do compartilhamento de informações, ou seja, ao andar com o aplicativo ligado, os usuários compartilham seus dados sobre velocidade e localização em tempo real via GPS. Confira a interface do aplicativo:

Os usuários também podem enviar relatórios sobre lotação, limpeza e razões para atrasos dos transportes públicos. Esses dados são compartilhados com toda a comunidade que possui o aplicativo, oferecendo os melhores horários, planejamentos de viagem e navegação.

Fontes: Mundo Geo/Brainstorm 9

Uma breve história do GPS

O GPS, abreviação de Global Positioning System, começou a ser desenvolvido pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos em 1973, chegando ao mercado um ano depois.

De acordo com a obra Rastreamento de veículos, escrita por Marcos Rodrigues, engenheiro civil, Carlos Eduardo Cugnasca, engenheiro eletrônico, e Alfredo Pereira de Queiroz Filho, pesquisador na área de informações espaciais, esse sistema foi concebido com finalidades militares, mas o envio de informações para uso comercial e civil passou a ser cada vez mais frequente.

Um dos exemplos práticos desse uso é o Moovit, que funciona por meio de um sistema GPS. O aplicativo envia as informações do posicionamento do aparelho por meio de frequências de rádio, possibilitando a identificação do sistema de origem, e decodifica todos os dados transmitidos em qualquer aparelho compatível.

Esse mesmo sistema também é utilizado para encontrar carros furtados e alguns aparelhos mais modernos, como tablets e smartphones.

Tudo a ver

O livro Rastreamento de veículos aborda com clareza aspectos essenciais do rastreamento de veículos, explora as tecnologias de posicionamento e comunicação e discute maduramente aspectos associados à infraestrutura de informática. Referência fundamental para todos aqueles envolvidos na área de ITS (Intelligent Transportation Systems) e, em particular, com o rastreamento de veículos e suas variadas aplicações, ela versa sobre todos os processos de gestão de viagens, que compreendem processos logísticos, roteamentos dinâmicos e resgates, entre outros.

Os autores:

Marcos Rodrigues é engenheiro civil pela Escola Politécnica da USP e Ph.D. pela Universidade de Cambridge. Atualmente é professor titular da Escola Politécnica da USP na área de Informações Espaciais.

Carlos Eduardo Cugnasca é engenheiro eletrônico pela Escola Politécnica da USP, onde obteve o título de livre-docente. Orienta alunos de iniciação científica, mestrado e doutorado na mesma universidade.

Alfredo Pereira de Queiroz Filho é doutor em Engenharia pela Escola Politécnica da USP, com especialidade na área de Informações Espaciais. Leciona e pesquisa nas áreas de Cartografia Temática, Sensoriamento Remoto e Sistemas de Informações Geográficas.

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *