Árvores da Amazônia têm genes resistentes ao calor

Os cientistas Christopher Dick, professor da Universidade de Michigan (EUA), e Simon Lewis, professor da University College London, divulgaram uma análise genética feita em árvores da Amazônia continental, que mostra a capacidade destas espécies de sobreviverem aos efeitos das mudanças climáticas.

O estudo foi divulgado no periódico científico “Ecology and Evolution” e considerou 12 tipos de árvores existentes em regiões do Panamá, Equador, Brasil, Peru, Guiana Francesa e Bolívia.

Segundo a pesquisa, as mutações datam de 8 milhões de anos e indicam que as árvores sobreviveram a períodos com alta temperatura global, comparados àqueles que podem ser registrados futuramente no planeta devido às emissões de gases-estufa – conforme previsão do Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática (IPCC, na sigla em inglês). 

Os resultados também apontaram que durante o período Mioceno (entre 11,5 milhões a 5,3 milhões de anos atrás) as temperaturas que atingiram a região amazônica se aproximavam à projeção do IPCC para 2100, utilizando o pior cenário de fortes emissões de carbono.

Caso a população, a economia e o consumo continuem crescendo rapidamente, o cenário que se formará será de secas extremas e um fenômeno chamado de savanização, que é quando a floresta muda de perfil, com uma existência maior das plantas que conseguirão sobreviver em altas temperaturas (seleção natural), como as que já existem no cerrado brasileiro.

Apesar da perspectiva otimista, o pesquisador Simon Lewis adverte que a sobrevivência dessas espécies às alterações climáticas dependerá de uma maior proteção da floresta, que enfrenta forte influência humana – o que não acontecia há milhões de anos.

Fonte: G1

Tudo a ver:

Confira como a evolução afetou outros organismos vivos e sociedades no livro Genômica e Evolução. A obra do professor Emérito do Departamento de Genética do Instituto de Biociências da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e pesquisador nível 1A do CNPq, Francisco Salzano, traz uma visão diferenciada sobre as múltiplas facetas da genômica, que guardam estreita relação com os mais diferentes aspectos da vida e áreas do conhecimento como medicina, ecologia, procriação, extinção e até mesmo filosofia, cultura e comportamento.

Comentários

  1. bem bonita me mostra mais

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *