Atlas do espaço rural brasileiro

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística acaba de lançar o Atlas do Espaço Rural Brasileiro, que integra dados do Censo Agropecuário 2006 e das pesquisas populacionais, sociais, econômicas e ambientais do Instituto, oferecendo-lhes uma dimensão espacial para retratar a territorialidade dos campos do País.

Com informações sobre as relações rural-urbano, este atlas mostra como o processo de modernização da agropecuária passou da mecanização para um maior investimento em capital intelectual, visando desenvolver técnicas de irrigação, uso de sementes certificadas e transgênicas, plantio direto e outros aspectos importantes destas atividades.

A publicação também destaca que a agropecuária é uma das atividades humanas com maior impacto no ambiente natural. Dos seis biomas encontrados no território nacional, o que mais sofre pressão dessa atividade é o pampa, com 71% da sua área ocupada com estabelecimentos agropecuários, seguido pelos biomas pantanal (69%), mata atlântica (66%) e cerrado (59%).

Outro fator ambiental importante está nas bacias hidrográficas, também representadas nos mapas e relacionadas com os estabelecimentos rurais. Estas concentram 53% da água doce do continente e servem como as principais vias navegáveis, com mais de 29 mil km disponíveis para o transporte de cargas produzidas nos campos.

Outro aspecto importante está no mapeamento das direções que os ruralistas têm tomado no País, assim como a consolidação de inúmeras cadeias produtivas nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Fonte: MundoGEO

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *