Como se desenvolve o processo criativo?

Criatividade = Prática?

Como se tornar criativo é uma das questões que muitas pessoas gostariam de ter a resposta, mas será que a criatividade é algo natural do ser humano, como um dom, ou só vem com a prática?

Esse é um assunto intensamente estudado, principalmente por psicólogos, filósofos e cientistas, que entre as décadas de 50 e 80 chegaram a conclusões parecidas: a criatividade tem a ver com a personalidade. Das pessoas analisadas, aquelas que se sobressaíram tinham como características a segurança, a confiança, a independência e impunham padrões próprios.

"Heureca!"

E as boas ideias que aparecem repentinamente? Muitas vezes passamos horas debruçados em um problema, e, quando desistimos, a solução aparece como em um passe de mágica! Muitos matemáticos e cientistas famosos já passaram por isso, como por exemplo, Arquimedes, que enquanto tomava seu banho disse ter resolvido um difícil problema e saiu saltitante gritando “Heureca“, palavra grega que significa “achei“.

Apesar da existência desses “estalos”, não podemos confiar que todas as soluções aparecerão assim, sem esforço. Essas pessoas pensam e trabalham muito, e, mesmo que pareça estar resolvido, há muita reflexão para, se necessário, modificar até a versão final.

Esse texto foi baseado no capítulo 9 do livro Como Arquitetos e Designers Pensam, de Bryan Lawson, publicado em português pela Oficina de Textos. Clique aqui para conhecer o livro.

Veja abaixo um vídeo ilustrado (dublado em português) sobre o processo criativo:

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *