Concreto “Autocurativo”

Material mais utilizado para as construções, o concreto, com a ação do tempo, da natureza, e de produtos químicos, tende a se deteriorar e rachar; e esse reparo não é rápido nem barato.

Para buscar uma solução, a Universidade Técnica de Delft, na Holanda, investiu em pesquisas e está testando em diversos materiais a ação de uma bactéria produtora de calcário. No concreto ela permaneceu latente até o contato com a água, momento no qual começa a “curar” a construção – em laboratório “consertou” cismas de até 0,5mm de largura.

A universidade pretende que o produto passe a ser comercializado em cerca de dois anos e o maior desafio é fazer com que a inserção da bactéria seja forte o suficiente para sobreviver à mistura dos componentes do concreto em si.

O lado ruim, porém, é que para essa inovação acontecer, estima-se que o custo do concreto aumente aproximadamente 50%. No entanto, no final da construção, esse aumento representará apenas 2% do total das despesas, além disso, a manutenção do concreto já deteriorado representa custos muito maiores.

Fonte: BBC Brasil. Veja outras propostas de materiais: clique aqui.

Tudo a ver:

O livro Materiais de Construção: patologia, reabilitação e prevenção, escrito pelo professor italiano Luca Bertolini, aborda as questões de degradação dos materiais utilizados na construção civil, assim como a exposição e a ação do ambiente externo, as técnicas de prevenção durante o projeto, além da manutenção das instalações. A obra discute métodos de investigação e examina os materiais e tecnologias para restauração de estruturas degradadas. Trata-se do primeiro título em português a analisar com profundidade as patologias e processos de deterioração dos materiais de construção, também indicando os métodos para prevenção.

Adquira o livro e fique por dentro das últimas novidades e tecnologias da construção civil, clique aqui.

 

 

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *