Desmatamento irregular na nascente do Rio Paraguai

Segundo matéria publicada no jornal Estadão, há duas semanas, o Instituto Homem Pantaneiro (IHP) denunciou ao Ministério Público Federal de Corumbá que um desmatamento irregular estava comprometendo a região das nascentes do Rio Paraguai, em Mato Grosso.

O órgão afirmou que analisará quais medidas serão tomadas, mas que estas medidas envolverão o MP do Mato Grosso do Sul, estado que abriga as nascentes da bacia hidrográfica prejudicada.

O problema foi detectado após um estudo de campo do IHP, que avaliou as áreas próximas à cabeceira em três sobrevôos. A medida comprovou que os efeitos da extração mineral e o uso intensivo do solo para atividades agropecuárias têm colocado esta Bacia em risco, principal responsável pela hidrologia do Pantanal.

Para o conselho do IHP, deverá ser realizada uma ação emergencial para conter os desmates. Entre as medidas propostas está a obtenção de uma liminar para suspender todos os processos de desmatamento nos 50 mil hectares que protegem as cabeceiras dos Rios Paraguai, Cuiabá e Sepotuba.

Esta não é a primeira vez que surgem denúncias de desmatamento na região. No inicio do ano, a WWF lançou um alerta ao divulgar a Análise de Risco Ecológico da Bacia do Rio Paraguai, em parceria com a The Nature Conservancy e o Centro de Pesquisas do Pantanal.

Procurada por jornalistas para prestar esclarecimentos sobre a falta de fiscalização, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente de Mato Grosso decidiu não se pronunciar.

Fonte: Estadão

Tudo a ver:

Gosta de se manter informado sobre os recursos hídricos do País? Então o livro Recursos Hídricos no Século XXI, dos autores José Galizia Tundisi e Takako Matsumura Tundisi, é a leitura ideal para você.
Recursos hídricos no Século XXI, edição revista e ampliada do livro Água no Século XXI, apresenta a situação atual dos recursos hídricos no Brasil e no mundo, seus usos múltiplos, os principais desafios enfrentados e os mais recentes desenvolvimentos científicos e tecnológicos na área. A obra discute soluções e alternativas de gestão, com exemplos reais e inovadores implantados em diversos países e mostra que cada vez é mais importante descentralizar e integrar a gestão, estabelecer novas políticas públicas e desenvolver cursos e programas de capacitação.

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *