Empreiteiros à margem do setor

O setor de construção civil cresce vertiginosamente no Brasil, e junto com ele as construtoras se desenvolvem e profissionalizam. Mas, apesar do cenário em geral promissor, pequenas e médias empreiteiras se encontram em uma posição delicada, à margem do mercado em que se inserem, o que ocorre na maior parte das vezes por conta da grande informalidade, fragilidade financeira e amadorismo na gestão, o que automaticamente resulta no abandono de obras e quebra dessas pequenas empresas.

Quando as obras estão próximas do término, um estado de ansiedade pode tomar conta da administração da empresa, e faz com que busquem urgentemente por contratos de longo prazo para se estabilizar. No entanto, essa urgência pode ser a causadora de diversos problemas, provenientes da não avaliação do projeto corretamente, do orçamento superficialmente calculado, e da não averiguação dos termos exigidos e requeridos pela contratante. Questões como essa podem impedir que a obra seja finalizada como prevista, o que por sua vez pode vir a gerar problemas contratuais e jurídicos.

Fonte: Revista Construção e Mercado

Saiba mais com o livro Falhas, Responsabilidades e Garantias na Construção Civil, que identifica os critérios de classificação de falhas adotados pela engenharia civil e os relaciona com entendimentos doutrinários e jurisprudentes existentes, formando uma base lógica para prevalecer no sistema de responsabilidade e na aplicação da lei. Além disso, esclarece os diversos conceitos, dispositivos e prazos sobre falhas, responsabilidades e garantias. Está disponível no site da Editora Oficina de Textos, clique aqui.

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *