Instituto cria concreto sustentável

Estudiosos do Instituto de Arquitetura e Urbanismo da USP, em São Carlos, em parceria com a Escola de Engenharia da USP, idealizaram um concreto com componentes reaproveitados de resíduos sólidos industriais que substituem os materiais tradicionais.

O produto é feito com areia de fundição e escória de aciaria (resíduo que sobra após a fabricação de aço), substituindo 70% da areia normal e 100% da pedra.  Segundo os pesquisadores, usar estes materiais evita o descarte comum dos resíduos sólidos industriais, já que são nocivos ao ambiente e podem contaminar solos e águas subterrâneas.

Segundo os pesquisadores, este concreto gera uma redução de custo por evitar o descarte destes resíduos industriais e substitui matérias-primas que consomem muitos recursos naturais.

Com este material sustentável produzido por meio dos resíduos foi possível criar bloquetes (blocos intertravados usados em pavimentação de praças ou ruas), ideais para usar na fabricação de guias, mobiliário urbano, contrapisos e calçadas.

O novo concreto começou a ser pensado por volta de 2008 e já tem um número provisório de patente. Se for verificado que não existe outro produto igual no mundo, o concreto receberá a patente definitiva e poderá ser comercializado em breve.

Fonte: USP

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *