Kenitiro Suguio fala sobre Geologia do Quaternário

O período Quaternário teve início há aproximadamente 2 milhões de ano e consiste basicamente na última divisão do tempo geológico, estendendo-se até o presente. Este termo foi introduzido em 1829 por Jules Desnoyers, geólogo e arqueólogo, no periódico francês Annales Sciences Naturelles com o artigo Observations sur um ensemble de dépôts marins plus récents que les terrains tertiaires du bassin de la Seine, et constituant une formation geólogique distincte: précédées d’une aperçu de la non-simultanéité des bassins tertiaires.

Segundo a definição de Desnoyers, a palavra referia-se aos depósitos marinhos superpostos aos sedimentos terceários da bacia de Paris. Apesar disso, Kenitiro Suguio, livre—docente pela Universidade de São Paulo e sócio fundador e honorário da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário, aponta na obra Geologia do Quaternário e Mudanças Ambientais que o termo só foi oficializado em 1833 pelo geólogo Henri Paul Irenée Reboul, referindo-se aos depósitos sedimentares com associações de restos animais e vegetais predominantemente hoje viventes.

Ainda de acordo com o livro, o Quaternario é marcado por episódios glaciais e interglaciais, as características da flora e fauna e também como a idade do homem. Todos estes aspectos que definem este período da terra, que vem até a atualidade, são determinados com base nos estudos de diferentes fatores, como de registros sedimentológicos. Estes estudos são fundamentais para estabelecer relações entre o passado e o presente, permitindo criar projeções para o futuro da terra.

E para quem deseja entender um pouco mais sobre estes aspectos, separamos para os leitores do Comunitexto o vídeo da palestra “Paleoclimatologia e Quartenário” ministrada por Kenitiro Suguio no curso de pós-graduação “A Escala Geográfica e os Estudos Avançados de Variabilidade Climática” no Departamento de Geografia (FFLCH-USP), em 2010. São 15 vídeos interessantíssimos disponibilizados no Youtube pelo canal FakeClimate, voltado para assuntos relacionados aos estudos climáticos. Confira:

Tudo a ver

A obra Geologia do Quaternário apresenta uma atualização da compreensão dos processos e produtos envolvidos nas mudanças ambientais naturais da Terra durante o Quaternário – período geológico mais novo dos 11 períodos da história da Terra.

Possui 12 capítulos que discutem os conceitos e a importância dos estudos do Período Quaternário que desemboca na atualidade, algumas características das mudanças paleoambientais, qual o futuro do clima mundial (aquecimento ou esfriamento global), as pesquisas aplicadas do Quaternário e muito mais.

Indicada para todos os profissionais, estudantes e pesquisadores envolvidos com problemas ambientais e é indispensável ao leitor interessado em Geologia, Geomorfologia, Biologia, Ecologia, Paleontologia, Evolução e Planejamento Urbano e Territorial.

Comentários

  1. sou estudante de geologia , gostaria de ter o livro

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *