Metrô evita gasto de US$ 18 bi com poluição

A mais recente pesquisa realizada pela Universidade Federal do Estado de São Paulo (Unifesp) foi publicada este mês no Journal of Environment Management, e aponta que caso a cidade de São Paulo ficasse um ano sem metrô, a concentração de poluentes aumentaria em 75%, e o número de mortes por problemas cardiorrespiratórios amplificaria em 14%. Esses números representariam um custo de US$ 18 bilhões ao município.

Para chegar nesses números, os cientistas comparam o nível de poluição no ar de São Paulo em dias normais e em dias de greve de metroviários e, depois verificam as mortes adicionais nos dias de paralisação e calculam a perda de produtividade que isso representa no contexto estatístico da população.

Fonte: Revista Exame

Em busca da compreensão das questões relacionadas à poluição, o livro Introdução ao Controle de Poluição Ambiental é leitura obrigatória, pois aborda os principais usos da água, do ar e do solo; os tipos de poluição que os afetam e os danos provocados, além de parâmetros e métodos para avaliação de qualidade, técnicas de controle de poluição e aspectos legais e institucionais. A obra também trata da poluição decorrente de ruídos, vibrações e radiação, assim como de sistemas de gestão ambiental, de acordo com a norma ISO 14.001. Trata-se de uma leitura interessantíssima para aqueles que atuam na área ambiental, em especial aos que militam no setor produtivo e têm consciência de sua responsabilidade, buscando racionalizar a produção, diminuindo o desperdício de insumos, reduzindo a geração de resíduos e otimizando a reciclagem. Para conhecer melhor o título, clique AQUI.

 

Sem comentários por enquanto

Trackbacks/Pingbacks

  1. A poluição do ar | Meteorópole - [...] importância do Metrô é tão grande, que um estudo recente da UNIFESP aponta que caso a cidade de São Paulo…

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *