O ensino e aprendizado de Ciências para o público infantil

No Brasil, o ensino de Ciências sempre teve pouco destaque na educação básica. Ainda hoje há muita gente “contra”, batendo de frente com pessoas que são favoráveis à inclusão das ciências desde cedo.

A “não compreensão” por parte das crianças, a dificuldade na organização da metodologia empregada para o ensino e a falta de capacitação dos docentes, que, muitas vezes, possuem uma formação generalista, seriam alguns dos motivos que atrapalham a inserção dessa matéria de forma mais massiva.

Muitas pessoas não percebem como as crianças possuem grande capacidade de absorver informações e, por isso, deixam de aproveitar a oportunidade de ensiná-las de forma lúdica, estimulando seu interesse e sua criatividade. Mas vale lembrar que, por mais que os pequenos sejam capazes de compreender muito do que transmitimos, eles não são adultos, e têm sua visão particular de mundo, daí a importância de um planejamento das aulas que priorize uma participação ativa das crianças, e não somente observativa.

A ciência é um bom começo para se entender o mundo, faz parte da vida e, felizmente, as crianças são curiosas e querem saber sobre tudo o que as rodeia. Pensando nisso, a Editora Oficina de Textos desenvolveu uma série especial chamada Decifrando a Terra, indicada para leitores de 8 a 12 anos de idade, que conta com 11 livros ricos em ilustrações, com linguagem simples e rigor científico.

Um dos livros da coleção

Fazem parte da linha: Nina na Mata Atlântica, Nina no Cerrado, Tudo que Você Queria Saber Sobre Plantas, A Nave Espacial Noé, Evolução dos Bichos, Extinção é Para Sempre, Na Cratera do Kaala, Sob o Céu da Antártica, Pedra por Pedra: mineralogia para crianças, Cinco Pedrinhas Saem em Aventura e Colorindo a História da Vida. Conheça mais sobre os livros clicando aqui.

Deixe sua opinião sobre o tema nos comentários, adoraremos conhecê-la!

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *