Os desafios do Fórum Mundial da Água

Nesta segunda feira (12), foi apresentado um relatório no Fórum Mundial da Água, em Marselha, que alerta quanto à ameaça de falta de abastecimento de água. O texto aponta as pressões que serão exercidas pela mudança climática, pelo crescimento demográfico (estimado entre 2 e 3 bilhões de pessoas nos próximos 40 anos) e o consequente aumento da demanda alimentícia e energética.

Pelas estimativas do Banco Mundial em 2010,  seriam destinados entre US$ 13,7 e 19,2 mil para o abastecimento de água e gestão de inundações, tudo por causa do aumento de dois graus na temperatura global.

De acordo com o relatório apresentado, nas próximas três décadas teremos um aumento de cerca de 60 % na energia utilizada mundialmente. Por consequência, países devem investir em energia limpa, para reduzir os efeitos da mudança climática.

A Agência Internacional de Energia (AIE), de acordo com os números recolhidos no estudo, calcula que pelo menos 5% do transporte mundial será alimentado por biocombustíveis em 2030 e que sua produção poderia consumir entre 20 e 100% da quantidade total de água utilizada no mundo pela agricultura.

Já a Organização das Nações Unidas (ONU), calculou em 2011 que 90% dos desastres naturais estão ligados à água e que o custo total das catástrofes naturais registradas em 2010 chegou a US$ 110 bilhões.

O relatório afirma que nenhuma região se livra da pressão sobre os recursos hídricos: 120 milhões de europeus não têm acesso à água potável. No sul da Europa, certas partes da Europa central e do leste europeu os cursos de água podem chegar a perder até 80% de seu volume no verão.

O texto fornece ainda outros dados em nível global, como que 80% das águas residuais não são recolhidas nem tratadas e vão direto a outras massas de água ou se infiltram no subsolo, que é fonte de problemas de saúde para a população e de uma deterioração do meio ambiente.

Saiba mais:

Recursos hídricos no Século XXI apresenta a situação atual dos recursos hídricos no Brasil e no mundo, seus usos múltiplos, os principais desafios enfrentados e os mais recentes desenvolvimentos científicos e tecnológicos na área.  É uma obra completa que reúne os mais recentes desenvolvimentos científicos e tecnológicos na área e apresenta a situação atual dos recursos hídricos no Brasil e no mundo. O livro discute soluções e alternativas de gestão, com exemplos reais e inovadores de outros países e mostra que cada vez é mais importante integrar a gestão, estabelecer novas políticas públicas e programas de capacitação.

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *