Painel de energia solar: desconto na conta

A nova resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica, Aneel, que passou a valer na última segunda-feira, irá reduzir os custos das tarifas de luz para aqueles que possuírem painéis solares nas residências.

A medida é a nova aposta do mercado de energia para impulsionar o setor solar, que ainda enfrenta problemas em relação aos altos custos dos equipamentos. A expectativa é de que em 2013 a ampliação nas vendas de painéis fotovoltaicos reduza os gastos com a instalação – atualmente, o sistema completo custa, em média, R$ 25 mil.

A regulamentação também abriu a possibilidade de que a geração de energia seja absorvida nas cidades pela rede elétrica em um sistema de compensação, ou seja, no fim do mês, a soma da energia enviada para a rede será equivalente à quantidade consumida. O valor pago na conta de luz será apenas a diferença – caso haja excedente, a energia produzida a mais será usada como crédito nos meses seguintes.

As regras de uso destes créditos, porém, ficam a critério da concessionária responsável. Por exemplo, a AES Eletropaulo, principal distribuidora da capital paulista, determina que esses créditos sejam usados em até 36 meses, permitindo que períodos com muita geração de energia compensem outros com baixa produção.

Embora a regulamentação tenha sido um passo importante, serão necessárias outras políticas públicas para estimular o setor, seja com financiamento dos equipamentos ou políticas de atração de fabricantes para o País, considerando que parte dos aparelhos disponíveis para a produção de painéis fotovoltaicos é importado.

Fonte: O Estado de S.Paulo

Saiba muito mais sobre o assunto no livro Sistemas Fotovoltáicos Conectados à Rede Elétrica. A obra do doutor em engenharia elétrica pela UFPA, Marcos André Barros Galhardo, do livre-docente na especialidade de Energias Renováveis pela USP, Roberto Zilles, do doutor em engenharia pelo programa de interunidades de pós-graduação da USP, Sérgio Henrique Ferreira de Oliveira e do doutor em engenharia pela USP, Wilson Negrão Macêdo, aborda as principais características técnicas e operacionais destes sistemas, com exemplos práticos, cálculos para dimensionamento e muito mais.

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *