Workshop: Os desafios de 40 anos de engenharia de barragens

Com a presença  dos engenheiros Paulo Cruz e Bayardo Materón, dois dos maiores profissionais na área de engenharia de barragens, a Oficina de Textos, em parceria com a OPUS PHD realizou, dia 1º de junho, em São Paulo, o workshop A Evolução do Projeto das   Barragens Brasileiras.

O evento foi uma excelente oportunidade para troca de experiências entre os 23 participantes, que tiveram a chance de conhecer os desafios da engenharia brasileira, a história das primeiras barragens brasileiras, os investimentos na área, os diversos tipos de barragens no Brasil e no mundo, a construção das hidrelétricas, inclusive a discussão atual sobre as obras de Belo Monte.

Para Paulo Cruz, a intenção do workshop foi mostrar a importância da engenharia de barragens brasileiras, que teve grande desenvolvimento até os anos 80, mas sofreu um impacto  porque o governo parou de investir na área. “Até que surgisse um novo modelo se foram quase 20 anos, com isso rompeu-se um elo entre as obras e as escolas de Engenharia, mas com o workshop procuramos recuperar este elo, entre os novos engenheiros e as obras”, analisou.

De acordo com Bayardo Materón, falar sobre as  experiências de acidentes  durante a construção das barragens, além da forma de corrigir o projeto é importante para os engenheiros que construirão novas barragens no futuro.

Já sobre Belo Monte, Paulo Cruz relatou que a usina representa hoje o maior desafio que a engenharia brasileira jamais enfrentou. “É uma oportunidade sem precedentes para  se aprender sobre barragens e sobre a Amazônia.”, completou.

Para saber mais sobre as 100 Barragens Brasileiras, clique aqui

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *